Doação de leite materno: um gesto em favor da vida

Um alimento gratuito, completo e essencial no início da vida. O leite materno é ideal para a saúde e desenvolvimento do bebê. Além do alto valor nutritivo, ele proporciona uma série de benefícios, como proteção contra infecções e alergias. O Hospital Dom Orione, detentor do selo “Hospital Amigo da Criança”, realiza diversas ações de promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno.

Dentre essas ações, está o encontro “Encontro da Mamada”, uma reunião mensal para tirar as dúvidas das mães em relação aos cuidados com o bebê. A alimentação do recém-nascido é um dos principais pontos discutidos. A nutricionista e coordenadora do Banco de Leite Humano, Luiza Pereira Theodoro, orienta que o leite materno deve ser o único alimento ingerido pelo bebê até os seis meses de vida. “Ele possui todos os nutrientes necessários para sua saúde”, explica.

Durante o encontro, também é falado sobre a importância da doação de leite, para beneficiar os bebês que estão internados na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal e não podem ser amamentados diretamente pela mãe. O coordenador da unidade, pediatra e neonatologista, Dr. Moisés da Cunha Filho, explica que todas aquelas que produzem mais leite que seus filhos consomem podem ser doadoras.

Como doar

A doação de leite humano ajuda a salvar a vida de recém-nascidos prematuros e de baixo peso, que não podem ser amamentados pela própria mãe. Toda mulher que amamenta é uma possível doadora de leite materno. O Banco de Leite Humano orienta a doadora sobre como fazer a coleta e o armazenamento do leite, e entrega a ela um kit, contendo um frasco de vidro, touca e máscara. O leite doado é pasteurizado no Banco de Leite do hospital, e após um rigoroso processo de controle de qualidade, é fracionado e destinado para os bebês internados na UTI Neonatal.

As mães que querem ser doadoras, podem entram em contato com o Banco de Leite Humano do Hospital Dom Orione, por meio do telefone (63) 3411-8787 – ramal 2358, ou pelo whatsapp (63) 9247-0861. Se necessário, a equipe vai até a residência da mãe para orientar e recolher a doação. (Por Rodrigo Martins/N1

Posts Recentes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Show Buttons
Hide Buttons