Estudantes vencedores do concurso de vídeos Todos Contra a Hanseníase recebem certificação

Cerimônia de certificação ocorreu no Centro de Convenções Parque do Povo, em Palmas, durante o encerramento do 15º Congresso de Hansenologia Leandro Borges/SBH Terceiro colocado na disputa, Rhenan Cauê, de Araguatins, destacou em sua produção os índices da doença nopaís A secretária Adriana Aguiar visitou os alunos, na manhã deste sábado, paraparabenizá-los pelo trabalho e iniciativa Para receber a certificação, Gabriel Marinho esteve na Capital acompanhado dos pais, Jiullyanne da Silva, Ernandes Marinho e da irmã Ana Laura Marinho

Os estudantes Gabriel Marinho,Kaio Moreira e Renan Cauê foram certificados pela Sociedade Brasileira de Hansenologia (SBH) por participarem do concurso de vídeos #TodosContraaHanseníase. A cerimônia de certificação ocorreu no Centro de Convenções Parque do Povo, em Palmas, durante o encerramento do 15° Congressode Hansenologia. Além da certificação e uma maleta de química, os vencedores ganharamum intercâmbio cultural em Palmas, com visitas a pontos turísticos.

O concurso foi realizado pela Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc), em parceria coma SBH, com o objetivo de promover na comunidade escolar reflexões sobre ascausas e as consequências da hanseníase. As produções dos alunos passaram portrês etapas de seleção, nas escolas, nas Diretorias Regionais de Educação(DREs) e na Seduc.

Do Educandário Evangélico Ebenézer, de Gurupi, Gabriel Marinho foi o primeiro colocado. O aluno explicouque, para a produção do vídeo, contou com o apoio da mãe, que o ajudou aestudar o tema e montar o roteiro. “Sem ela, não teria dado conta”, disse. Parareceber a certificação, Gabriel Marinho esteve na Capital acompanhado dos pais, Jiullyanne da Silva, Ernandes Marinho e da irmã Ana Laura Marinho.

Kaio Moreira Santos, de 11 anos,foi o segundo colocado. O aluno da Escola Estadual Coronel Abílio Wolney, de Dianópolis, fez sua produção baseada no cinema mudo. O vídeo gravado na escola abordou o tratamento e a discriminação da doença. O estudante destacou suafelicidade em conhecer Palmas. “Ontem [sexta-feira, 16], nós fomos à Redesat,demos entrevista, passeamos no shopping e, hoje [sábado], visitamos vários lugares. É a primeira vez que saio de casa para passear”, pontuou. A coordenadora pedagógica da unidade, Valdiran Pires Ribeiro, acompanhou o aluno durante a visita à Capital.

Terceiro colocado na disputa,Rhenan Cauê, da Escola Estadual Osvaldo Franco, de Araguatins, destacou em suaprodução os índices da doença no país. O aluno contou que o vídeo foi feito a uma hora do prazo da entrega e teve a ajuda da mãe, que também é professora na unidade. Ana Cláudia Barbosa disse que sempre incentiva o filho a participar destas ações. Conforme a professora, o tema é muito relevante e a disseminação da informação ajuda a quebrar tabus. Para ela, “a participação efetiva dos alunos mostra que as unidades educacionais vêm desenvolvendo um bom trabalho, econhecer a Capital, como premiação, é uma forma de valorizar a cultura local”.

 Adriana Aguiar, gestora da Seduc, destacou aexperiência dos alunos, que ela considerou como única. “Quando a proposta nosfoi apresentada, pensamos como envolver crianças em uma temática tão complexa,mas os resultados foram surpreendentes. Hoje, estes alunos atuarão como disseminadores, pois estudar o assunto amplia o conhecimento e muda aperspectiva sobre a doença. Eles serão agentes de transformação da comunidade em que estão inseridos. Gostaria de parabenizar os meninos, os professores etodos os envolvidos neste processo”, concluiu.

A superintendente de Desenvolvimento da Educação, Eusamar Araújo de Sousa, salientou o compromissoda Seduc na formação integral do aluno. “Não tenho dúvida de que a parceria coma SBH, na realização do concurso de vídeos #TodosContraaHanseniase, promoveuuma mobilização em todo o Estado, proporcionando a disseminação de informações importantes acerca da doença. Com isso estamos contribuindo para eliminar estemal que afeta a sociedade”.

Os vídeos produzidos pelos alunos serão utilizados pela Sociedade Brasileira de Hansenologia para divulgação do trabalho desenvolvido no País.

Encontro

A secretária visitou os alunos,na manhã deste sábado, para parabenizá-los pelo trabalho e pela iniciativa. Ogrupo socializou projetos, explicou como foi feita a elaboração dos vídeos e comentou sobre o conteúdo estudado.

Além de participarem de palestras no 15º Congresso da Sociedade Brasileira de Hansenologia, os alunos e os acompanhantes visitaram o Palácio Araguaia, o Parque Cesamar e a Praia da Graciosa. A convite da secretária, o grupo assistirá à exibição do espetáculo Cidade dos Porquês, que será apresentado por estudantes que compõem o grupo doBalé Popular do Tocantins. (Thaís Souza/Governo do Tocantins)

https://www.facebook.com/todoscontraahanseniase/

Posts Recentes

Categorias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Show Buttons
Hide Buttons