Resistir sempre, desistir jamais:ato marca os 30 anos de defesa dos direitos constitucionais dos povos indígenas

Em reconhecimento aos 30 anos da Constituição Federal, movimento indígena nacional fortalece importância do cumprimento de direitos historicamente conquistados

Lideranças indígenas erepresentantes do movimento indigenista nacional estiveram reunidos nesta segunda-feira (19), no Memorial dos Povos Indígenas, em Brasília/DF, para atode defesa dos direitos tradicionais dos povos indígenas, garantidos na Constituição Federal de 1988. O evento realizado pela Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (APIB) e parceiros da Mobilização Nacional Indígena (MNI) marcou os 30 anos de promulgação da Constituição Cidadã, completados no dia 05 de outubro.

O encontro reforçou a urgência defazer cumprir os direitos conquistados a duras penas com a incidência dos povos indígenas na época da Constituinte. Unidos pelo sentimento de “resistência”,indígenas reforçaram a prevalência do combate ao retrocesso de direitos, no processo evolutivo contra políticas e práticas genocidas e etnocidas. Além decombater o cenário nacional de violência e o discurso de intolerância provocado incisivamente pelo governo eleito aos povos indígenas. CONINUE LENDO AQUI… 

Posts Recentes

Categorias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Show Buttons
Hide Buttons