Na ONU, dirigente do MTC denuncia ameaça de criminalização dos movimentos sociais no Brasil

Da CPT Nacional 

Em Genebra, ele reuniu-se com o Alto Comissariado dos Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU), de quem obteve o compromisso de fiscalizarem de perto as medidas do novo governo e, na oportunidade, foi entregue um manifesto proposto pela FIAN Brasil e assinado por 30 organização do campo que denuncia a volta da fome no Brasil.

Segundo Ferreira, a situação, que já vinha se agravando desde o golpe de 2016, que destituiu a presidenta Dilma Rousseff, tende a piorar drasticamente, conforme se pode inferir pelas declarações de Jair Bolsonaro, recém-eleito. Seu ministério, composto por pessoas despreparadas para exercer os cargos, amplia as políticas deausteridade econômica implementadas pelo presidente Temer, aprofundando a crise, com cortes no orçamento público e nas verbas destinadas aos programas socais.

LEIA TAMBÉM: Conselho da ONU recebe denuncia de violações de Direitos às comunidades do Cerrado piauiense

CPT recebe prêmio da ONU poriniciativas de combate à desertificação e convivência com o Semiárido

Diante deste quadro, o MTC estabeleceu um circuito internacional pela democracia e contra a volta fome no Brasil que, ao longo de 35 dias, faz um programa de encontros, debates e palestras em cidades da Holanda, Alemanha (Colônia, Frankfurt e Munique), Suíça(Zurique e Genebra), França e Itália, para alertar as organizações ligadas aos direitos fundamentais do ser humano, sobre os ataques à democracia no Brasil.Ele denuncia o aumento do desemprego, a desvalorização salário mínimo, a perdado poder aquisitivo e retrocessos na concepção do direito à alimentação, além da volta da fome, que hoje afeta mais de 2,5% da população brasileira.

Adriano Ferreira passou a quarta-feira, 28 de novembro, em Paris dialogando com grupos de resistência brasileiros com uma agenda de encontros com ativistas, líderes sindicais e de partidos políticos de esquerda da sociedade francesa.

Gostou dessa informação?

Quer contribuir para que o trabalho da CPT e a luta dos povos do campo, das águas e das florestas continue?

Clique aqui e veja como contribuir

Posts Recentes

Categorias

Share On Linkedin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Show Buttons
Hide Buttons