Dimas assina contrato do Complexo de Turismo e Negócios Via Lago

O prefeito de Araguaína, Ronaldo Dimas, assinou ontem, 6, o contrato com o consórcio vencedor da licitação para a construção do Complexo de Turismo e Negócios Via Lago. A utilização da área na Via Lago pelo consórcio vencedor tem como contrapartida a construção da nova sede da Prefeitura, que reunirá secretarias municipais em um só lugar.

“São poucos empreendimentos de iniciativa pública, que geram tantas oportunidades de negócios quanto esse e têm um retorno muito claro para o próprio município, não somente em tributos, negócios e geração de renda, mas também fisicamente, porque a contrapartida é o Centro Administrativo”, explicou Dimas.

O consórcio é formado por três grupos empresariais: a DCCA  Administração e Gerenciamento Imobiliário LTDA, de Araguaína, a ABL Prime LTDA e a Lema 01 Parceria Imobiliária, de Aparecida de Goiânia (GO). “Todo o empresariado que faz parte deste consórcio é porque já acredita na cidade e isso só vem a confirmar essa crença”, comentou André Demito, representante do grupo araguainense no consórcio.

Com um custo total aproximado de R$ 22 milhões, a Via Lago tem valor inferior ao da área que será alienada, que tem área de 60,9 mil metros quadrados e está avaliada em aproximadamente R$ 24 milhões. O valor final obtido pelo Município poderá superar esta avaliação, já que o Centro Administrativo Municipal, contrapartida condicionante da alienação, provavelmente terá valor de mercado bem superior a esta avaliação.

Complexo de Turismo e Negócios

O consórcio vencedor da licitação assume a responsabilidade de construir, além da nova sede da Prefeitura, que será entregue ao Município, um shopping center e um hotel, que poderão sergeridos pelo próprio consórcio ou objeto de permuta.

Além dos empreendimentos contidos no contrato assinado nessa quinta-feira, a Via Lago contará com um Centro de Convenções, restaurantes, Ilha artificial, píer/cais/guarda-barcos, parque poliesportivo e condomínios horizontais e verticais.

“É de grande agrado nosso ver que a iniciativa pública teve a capacidade de ofertar para a cidade um projeto que vai fomentar a economia, conseguindo agregar o que a gente espera de mais importante numa administração pública, que é possibilitar o crescimento, tanto econômico quanto social da cidade”, pontuou André Demito.

O Centro Administrativo Municipal terá cinco pavimentos e área total de 6,2 mil metros quadrados. A construção deve ser iniciada logo que for concluído o aterramento da área, com previsãopara maio de 2019. (Mara Santos | Foto: Marcos Filho Sandes/Ascom)

Posts Recentes

Categorias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Show Buttons
Hide Buttons