Operação Praia Limpa retira cerca de 12 toneladas de lixo nos rios Araguaia e do Coco

O Governo do Tocantins, por meio do Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins), divulgou nesta sexta-feira, 18, o resultado da campanha Praia Limpa 2019 realizada pelo Parque Estadual do Cantão (PEC) em parceria com a Secretaria de Meio Ambiente e Turismo da Prefeitura Municipal de Caseara e do Batalhão da Polícia Militar Ambiental (BPMA) que atua no município. No total foram recolhidas cerca de 12 toneladas de lixo e identificados 10 responsáveis por acampamentos deixados em cinco praias dos rios Araguaia e do Coco. Após a notificação esses responsáveis pelos acampamentos terão o prazo de 15 dias para retirar toda a estrutura.

A operação partiu do Porto da Balsa na quarta-feira, 15, e se estendeu até essa quinta-feira, 17, percorrendo as praias da Ilha, da Lua e do Avião, ao longo do Rio Araguaia, além das praias do Sol e Vila Paraibinha, no Rio do Coco, com o objetivo de retirar o lixo deixado pelos turistas e pactuar ações para evitar que a situação se repita em 2020.

O supervisor do PEC, Adailton Glória, ressaltou que muito do lixo deixado nas praias são de responsabilidade de turistas, que não retiraram a estrutura das barracas utilizadas nos acampamentos, e dos moradores do município, com resíduos que produzem. Adailton Glória afirmou que os responsáveis pelos acampamentos já foram identificados, serão notificados e deverão proceder com a retirada das estruturas.

Ainda segundo o supervisor do PEC, após a operação foi pactuado com o BPMA a realização do cadastro de um responsável em cada acampamento que não possuir estrutura fixa, a partir das coordenadas geográficas, na temporada de Praia 2020. Dessa forma, ao fim da temporada os dados vão facilitar a identificação do responsável pelo lixo produzido e deixado nas praias.

O sargento do BPMA-TO, Gerilto da Silva Luz, frisou que foram encontrados plásticos, vidros, latas, entre outros materiais identificados ou recolhidos na tentativa de minimizar os danos ambientais que os resíduos deixados pelos frequentadores das praias podem causar aos rios e Área de Preservação Permanente (APP) da região.

Para o secretário de Meio Ambiente e Turismo de Caseara, Paulo Roberto da Mata, a parceria para a retirada do lixo foi muito importante para proteção da fauna e da flora local, uma vez que os materiais identificados, bem como os recolhidos permanecem na natureza por longo prazo e impactam o meio ambiente. Já o plano de ampliar o cadastro de responsáveis por acampamentos no ponto de vista do secretário municipal deve minimizar os resíduos nesses locais.

Nessa operação, o Parque Estadual do Cantão disponibilizou técnicos e embarcações para o deslocamento das equipes. A Prefeitura de Caseara mobilizou caminhão para transportar o lixo, sacos plásticos e funcionários para dar apoio à operação. A equipe do BPMA acompanhou os trabalhos durante todo o percurso contribuindo também com embarcações.

Fonte: Tânia Caldas/Secom-to

Legendas das fotos:
01-Operação Praia Limpa retira quase 12 toneladas de lixo Naturatins;
02-Além de estrutura de acampamentos, parte dos resíduos foi produzida pelos moradores do município;
03-Foram localizadas estruturas de acampamentos deixados em cinco praias dos rios Araguaia e do Coco
04-Operação Praia Limpa 2019 reúne equipes do Parque do Cantão, Prefeitura de Caseara e BPMA

Posts recentes

Categorias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Show Buttons
Hide Buttons