O deputado Célio Moura em visitações produtivas no interior e capital palmense neste fim de semana

O deputado federal Célio Moura esteve em Colinas para uma reunião com a executiva Municipal do PT onde ficou decidido que o município terá um candidato próprio para a prefeitura, somado a uma forte nominata de vereadores e vereadoras.

A seguir o parlamentar participou de um seminário de avaliação da conjuntura nacional, na Câmara Municipal, com a presença de lideranças ilustres a exemplo do ex-prefeito José Santana, que administrou Colinas por quatro mandatos, da deputada estadual Amália Santana, dos vereadores do PT, dos advogados Bernardino Cosobeck e Silvano Rezende, além da presidente local do PT, professora Divina Herly.

Nesta demonstração de união do partido em Colinas o deputado reiterou seu compromisso de buscar apoio do Diretório Nacional para fortalecer a participação do PT no pleito municipal.

Com fôlego e muito entusiasmo participou  neste sábado de duas grandes reuniões na sede da  CUT com dezenas de filiados  sobre a Organização Popular de Moradia  (OPM) que defende o direito  à Moradia Digna  para todos  os trabalhadores e trabalhadoras (MAB).

Resumo – A ação organizada dos atingidos por barragens, no Brasil, tem seu processo inicial na década de 70 e está inserido dentro da lógica organizativa dos Novos Movimentos Sociais, que estavam surgindo naquele momento. A igreja católica, por meio da sua opção de estar junto aos pobres, e que é muito expressa na Teologia da Libertação, é uma das principais propulsoras do ressurgimento dos movimentos sociais no Brasil.

O Movimento Nacional dos Atingidos por Barragens – MAB formou-se a partir da aproximação dos atingidos organizados de várias barragens existentes no país. Ao longo de sua trajetória o MAB foi definindo e redefinindo suas políticas de ação, passando da busca de “indenizações justas” para o “não as barragens” e, na atualidade, destaca-se a luta contra o preço da energia. Este artigo se propõe a apresentar, de forma descritiva, o processo histórico organizativo do Movimento dos Atingidos pela Barragem Lajeado (UHE Luis Eduardo Magalhães) localizada no rio Tocantins, entre os municípios de Lajeado e Miracema, ambos no estado do Tocantins.

Reunião com lideranças na MAB/Palmas

 É um empreendimento privado que foi 100% financiada com dinheiro público. Ligado à construção da usina hidrelétrica de Lajeado é que vai se formar o MAB/TO, quando já havia iniciada a construção da UHE de Lajeado. As ações realizadas pelo MAB/TO foram reuniões nas comunidades atingidas, mobilizações, seminários, debates em escolas, em câmaras de vereadores e a aproximação com órgãos públicos. O apoio da ONG Consaúde e da Escola Família Agrícola foram importante para a formação do MAB, enquanto a Igreja teve uma contribuição limitada, sendo o Movimento importante na formação da Pastoral da Juventude. Pela organização junto ao Movimento foi possível ampliar de forma considerável o número de famílias de atingidos indenizadas e o valor embutido nas indenizações.

Fonte: Ascom/CM –Agência JPA – Fotos: Tião Villanova

Posts recentes

Categorias

Blog

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Show Buttons
Hide Buttons