Após reunião e 3º caso confirmado, medidas restritivas serão mantidas com apoio do Exército em Araguaína

Entre os anúncios estão a vinda dos soldados na fiscalização das medidas, organização de 33 leitos para tratamento dos casos moderados e instalação de laboratório na Universidade Federal do Tocantins para exames de novos casos

A reunião realizada na manhã desta terça-feira, 31, contou com a participação de 22 representantes de instituições de vários segmentos, no ginásio esportivo da Escola Domingos de Sousa Lemos

O prefeito de Araguaína, Ronaldo Dimas, recebeu nesta terça-feira, 31, 22 representantes de instituições de vários segmentos no ginásio esportivo da Escola Domingos de Sousa Lemos. A oportunidade foi usada para entendimento da atual situação econômica e de saúde, discutir os rumos das medidas contra a covid-19 e também somar esforços. No final desta tarde, a Saúde Municipal diagnosticou o terceiro caso de infecção da covid-19, por meio dos testes rápidos adquiridos pelo Município.

Após seis horas de reunião com pronunciamento todos os convidados que compareceram, ficou decidido que as medidas tomadas por meio de decretos municipais serão mantidas até melhor entendimento e adaptação da estrutura hospitalar para conter a doença na região. “As ações que tomarmos aqui se estiverem descoordenadas do restante, no mínimo da regional de saúde, provavelmente não dará os resultados que queremos”, afirmou Dimas

O prefeito também diz esperar a coordenação do Governo do Estado, como orientou o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, durante seu último pronunciamento público. “Se o Governo estadual não tomar nenhuma medida ou permanecer omisso, como tem sido com essas questões até agora, aí sim eu vou convidar os prefeitos da região para juntos alinharmos uma decisão”.

Correndo atrás

Ainda que aguarde uma orientação estadual, a Prefeitura se movimenta para contenção do novo coronavírus desde o último dia 13, com várias medidas de saúde e assistenciais. Um dos novos anúncios é a organização para contar com o apoio da 23ª Brigada de Infantaria de Selva, de Marabá (PA), nas ações de orientações e fiscalização aos moradores e comércios de Araguaína.

Outro conhecimento que a reunião trouxe foi a capacidade de atendimento médico para contágios da covid-19. Em breve, estarão preparados 33 leitos nas unidades hospitalares para receberem casos moderados. Já os casos graves, o Ministério da Saúde preconizou que devem ser enviados para capital Palmas.

Mais exames

Ainda foi anunciado pelo representante da Universidade Federal do Tocantins (UFT) que a instituição de ensino receberá um laboratório para realizar até 80 exame diários de Proteína C Reativa (PCR) para o vírus sars-cov-2, causador da doença covid-19.

Capital econômica e solidária

A presidente da Associação Comercial e Industrial de Araguaína (Aciara), Hélida Dantas, apresentou uma pesquisa feita com 314 associados que apontou queda de 50% no faturamento para maioria, mas também manutenção de todos empregados em 72%. “Nós temos um compromisso social e esperamos funcionar, ao menos minimamente, até que tenhamos um entendimento melhor”, afirmou.

Diálogo com a Justiça

O promotor do Ministério Público Estadual (MPE) da Saúde Leonardo Blanck elogiou as ações integradas promovidas pela Prefeitura. “Nós tivemos aquela reunião na segunda-feira e achei extremamente produtiva, eu percebi no Decreto 208 a mão de cada representante que estava lá. Foi nítido que muitos fomos com uma determinada visão e saímos com outra”, afirmou.

Ele ainda falou sobre as mudanças de protocolos que estão em constante adequação. “Os protocolos estão sendo ajustados porque tudo é muito novo e os diálogos são muito importantes e queria agradecer nesse sentido”, explicou Blanck.

Caso confirmado

Esse foi o primeiro detectado com uso dos testes rápidos comprados pela Prefeitura. A paciente tem 50 anos e apresentou os primeiros sintomas há 10 dias, entre eles febre, tosse seca e coriza. Ela contou que ficou em isolamento domiciliar e teve contato com familiares durante esse período.

Ainda de acordo com a paciente, o esposo e o filho são caminhoneiros e estão em viagem. No momento, eles não apresentam qualquer sintoma da doença. Ela permanecerá em isolamento domiciliar sem a presença dos familiares, os quais todos farão o teste nesta quarta-feira, 1º.

A Secretaria Municipal de Saúde, por meio da Vigilância em Saúde, informa que até esta terça-feira foram 190 casos notificados como suspeitos para covid-19, desses 88 foram descartados, 3 positivos e 99 suspeitos seguem em investigação.

“Se o Governo estadual não tomar nenhuma medida ou permanecer omisso, como tem sido com essas questões até agora, aí sim eu vou convidar os prefeitos da região para juntos alinharmos uma decisão”, afirmou Dimas

Fonte: Marcelo Martin / Foto: Marcos Sandes/Ascom

Posts recentes

Categorias

Blog

Share On Linkedin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Show Buttons
Hide Buttons