setembro 10, 2019 Na tribuna da Câmara #  Célio Moura denuncia descaso com povo indígena Krahô, no Tocantins

Na tribuna da Câmara # Célio Moura denuncia descaso com povo indígena Krahô, no Tocantins

“Senhor Presidente, Senhoras Deputadas, Senhores Deputados e tod@s os que nos acompanham pelos veículos de comunicação da Casa, venho à Tribuna chamar atenção para a dura situação de isolamento do Povo Indígena Krahô , devido a má conservação de Ponte e Estradas no estado do Tocantins, especificamente nos municípios de Itacajá e Goiatins.

Senhoras e senhores, é necessário compreender e garantir o direito de ir e vir dos Krahô. A ausência de ponte e estrada compromete, entre outras coisas, a saúde da população, posto que o isolamento inviabiliza o acesso à Assistência Médica por exemplo.

Só para se ter uma ideia, a aldeia de Cachoeira, Macaúba, Santa Cruz, Serra Grande, Lagoinha, Mangabeira, aldeia Barra, Gameleira, Coqueiro e outras 25 importantes Aldeias estão em situação de precariedade, sem liberdade, sem saúde e sem respostas do poder público. Conversando com o Cacique da Aldeia Kapej, julio Krahô, ele reportou que o Ministério Público já determinou à Prefeitura que resolvesse a situação no prazo de sessenta dias, entretanto, o prazo já se foi, e a situação não é solucionada, mantendo e trazendo grande mal estar aos povos locais, que relatam o desamparo.

Senhoras e senhores, as Maquinas estão lá no local, abandonadas. A Empresa contratada para fazer a manutenção da estrada é a mesma contratada para cuidar da Ponte.E nada de solução. É preciso atenção e respeito aos Krahô, à todos! Por isso, venho registrar e pedir a atenção das autoridades do Tocantins para que se solucione tal entrave emergencialmente.

Senhor Presidente, já encaminhei Ofício 056/2019 para o Diretor Geral do DNIT, senhor Antônio Leite dos Santos Filho, para que acione a Superintendência do DNIT – Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes do Tocantins, para que se possa achar a melhor maneira de solucionarmos a situação, tirando os 34 povos Indígenas do isolamento e, ao mesmo tempo, respeitando seus Direitos.”

Fonte: Ascom/Célio Moura
( FOTO: ATO DAS MULHERES INDÍGENAS KRAHÔ, EM BRASÍLIA )

Posts recentes

[jetpack_subscription_form show_only_email_and_button=”true” custom_background_button_color=”undefined” custom_text_button_color=”undefined” submit_button_text=”Subscribe” submit_button_classes=”undefined” show_subscribers_total=”false” ]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *