outubro 3, 2019 Blog Konjuntura  #  Dois anos da morte do ex-reitor Cancellier é lembrada na Câmara por Célio Moura

Blog Konjuntura # Dois anos da morte do ex-reitor Cancellier é lembrada na Câmara por Célio Moura

Em discurso na tribuna da Câmara nesta quarta-feira (2), o deputado Célio Moura (PT-TO) lembrou, que nesta data, completam-se dois anos da morte de Luiz Carlos Cancellier de Olivo, ex-reitor da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Segundo o deputado, o ex-reitor da UFSC cometeu suicídio por não suportar a humilhação a ele imposta por agentes do sistema de justiça brasileiro, que o levou à prisão de forma injusta, arbitrária e sem provas.

“Luiz Carlos Cancellier se suicidou. Ele foi injustamente preso e humilhado pela Polícia Federal numa operação descabida, que é a perfeita tradução do inescrupuloso abuso de autoridade. Depois, ainda foi impossibilitado de entrar na Universidade Federal de Santa Catarina”, disse consternado o parlamentar petista.

O caso
Cancellier foi acusado pela Polícia Federal de tentar obstruir as investigações da operação Ouvidos Moucos, deflagrada em 2014. A operação consistia em apurar supostos desvios em um programa de ensino a distância, ocorrido em gestões anteriores a do ex-reitor.

Abuso de poder
A morte do reitor Cancellier chamou a atenção da sociedade brasileira para abusos de poder cometidos por agentes públicos. No último mês de agosto, a Câmara dos Deputados aprovou o projeto de lei (PL 7596/17), do Senado, que define os crimes de abuso de autoridade, cometidos por servidores públicos e membros dos três poderes da República, do Ministério Público, dos tribunais e conselhos de contas e das Forças Armadas.

A nova lei, por sugestão do líder da Bancada do Partido dos Trabalhadores, Paulo Pimenta (RS), deverá se chamar simbolicamente “Lei Cancellier”, em homenagem ao ex-reitor da UFSC.

Veja o discurso do deputado:

Fonte: PT na Câmara

TODOS CONTRA O ABUSO DE AUTORIDADES!

hoje completa-se dois anos que o reitor da Universidade Federal de Santa Catarina, Luiz Carlos Cancellier, se suicidou. Ele foi injustamente preso e humilhado pela Polícia Federal, numa operação descabida que é a perfeita tradução do inescrupuloso abuso de autoridade, depois ainda foi impossibilitado de entrar na UFSC, universidade que coordenava.De dois anos para cá, infelizmente a universidade segue sendo perseguida por inimigos da lei e da ciência. O cerco ao campo da verdade cientifica se amplia. Nesse dia 02 de outubro, em que o aniversário da morte do reitor Cancellier completa dois anos, é preciso chamar atenção à sua memória! É preciso honrar sua memória e também reforçar a luta pela educação pública, universal e de qualidade, liberdade de cátedra, ciência livre, pelo pensamento diverso em favor da dignidade humana. Esses inimigos da justiça precisam pagar pelos irreparáveis crimes de abuso de autoridade. Não se combate crime cometendo crime!Luiz Carlos Cancellier presente!

Publicado por Célio Moura em Quarta-feira, 2 de outubro de 2019

Posts recentes

Categorias

[jetpack_subscription_form show_only_email_and_button=”true” custom_background_button_color=”undefined” custom_text_button_color=”undefined” submit_button_text=”Subscribe” submit_button_classes=”undefined” show_subscribers_total=”false” ]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *