outubro 17, 2019 Petista Célio Moura em conjunto com movimentos sociais reúnem-se com Rodrigo Maia presidente da casa

Petista Célio Moura em conjunto com movimentos sociais reúnem-se com Rodrigo Maia presidente da casa

REUNIÃO COM PRESIDENTE RODRIGO MAIA E MOVIMENTOS SOCIAIS

[NA PRESIDÊNCIA DA CASA] movimentos sociais, lideranças populares e deputadas e deputados hoje nos reuniram com o presidente da casa, Rodrigo Maia, para repudiar projetos que visam – única e exclusivamente – criminalizar a sociedade civil. Nosso pedido é para não colocar em votação matérias inconstitucionais, que ferem as garantias de direitos, a soberanias, a democracia a justiça social. E se tiver esses projetos na pauta, tratar em tramitação ordinária, passando por todas as comissões pertinentes e, em seguida, sujeita a apreciação do plenário da casa. A população precisa conhecer o que se vota, sem segredo ou urgência.

Trata-se de iniciativa nefasta de governistas que, por meio do medo, fortalecem suas milícias, linchamentos baseados em mentiras amplamente difundidas e defesa das iniquidades.

Essa gente bolsonarista, da bancada da mentira, procura inviabilizar o debate sério baseado no fato, na realidade nacional, que necessita de atenção para questões como geração de emprego, renda, distribuição, saúde educação…

Esses inimigos da humanidade e dignidade estão, mais uma vez, tramando contra a sociedade civil e a liberdade.

Não aceitaremos a criminalização da sociedade civil!

É por isso que manifestamos o absoluto repúdio a todo e qualquer projeto que permita – sob qualquer pretexto – a vigilância, o solapamento da liberdade de expressão, manifestação ou reunião e ou criminalização da sociedade civil, como propõem, aproximadamente, 22 projetos em tramitação no Congresso Nacional, dentre os quais, nessa Casa, se destacam os PL 2443/2011, PL 5065/2016, PL 11007/2018, PL 9604/2018, PL 9555/2018, PL 9858/2018, PL 9808/2018, PL 2307/2019, PL 1339/2019, PL 492/2019, PL 443/2019, PL 87/2019, PL 271/2019, PL 2418/2019, PL 5327/2019 e PL 1595/2019.

Presentes:

ABJD – Associação Brasileira de Juristas pela Democracia
ANADEP – Associação das Defensoras e Defensores Públicos
APNS – Agentes de Pastoral Negros do Brasil
ARTIGO 19
CEDENPA – Centro de Estudos e Defesa do Negro do Pará
Coalizão Direitos na Rede
Coletivo de Mulheres do Xingu
Conectas Direitos Humanos
CONIC – Conselho Nacional de Igrejas Cristãs
CONTAG – Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura
Fórum Ecumênico ACT Brasil
Fórum Municipal de Defesa de Direitos Humanos da Criança e do Adolescente – São Paulo
IBCCRIM – Instituto Brasileiro de Ciências Criminais
IDDD – Instituto de Defesa do Direito de Defesa
Intervozes – Coletivo Brasileiro de Comunicação Social
Justiça Global
MAB – Movimento dos Atingidos por Barragens
Movimento Xingu Vivo para Sempre
MST – Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra
Mutirão Pela Cidadania
NFNB – Nova Frente Negra Brasileira
Núcleo Estadual de Mulheres Negras do ES
Rede Justiça Criminal
Rede Nacional de Feministas Antiproibicionistas
Rede Sapatà
SDDH – Sociedade de Defesa de Direitos Humanos
Terra de Direitos

Fonte: AsCom/CM

Posts recentes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *