O treinamento deverá ser oferecido a 558 pessoas que estão cadastradas nessas áreas e tem o objetivo de garantir uma retirada segura em uma situação de rompimento e inundações

Por Felipe Maranhão – Foto: Reprodução

Após a solicitação da Prefeitura de Araguaína, a empresa responsável pela administração da Pequena Central Hidrelétrica Corujão (PCH Corujão), Alvorada Energia S/A, apresentou um Plano de Evacuação para emergências em caso de rompimento da barragem. O projeto considera as áreas de risco para potenciais emergências ou inundações e tem como objetivo garantir a segurança de toda a população que vive em áreas próximas à barragem.

“Este plano é uma parte fundamental do planeamento de emergência que é obrigatório para todo tipo de barragem como esta.  O conjunto de medidas vai integrar a avaliação dos danos potenciais e os procedimentos que devem ser adotados para reduzi-los”, explicou o secretário da Defesa Civil, Ricardo Isaias.

A proposta apresentada pela empresa Enel Green Power foi baseada em um estudo da topografia da região e da ocupação urbana nas áreas localizadas em um raio de 3 km, delimitando as Zonas de auto salvamento que deverão ser sinalizadas para que a população possa fazer a evacuação do local em segurança.

Treinamento preventivo
Também foi realizado um levantamento da população localizada nas zonas de risco que possuam algum problema de mobilidade física. Entre os bairros analisados estão o setor Araguaína Sul e Jk, onde está previsto o treinamento de parte da população para emergências.

O treinamento será oferecido a 558 pessoas que estão cadastradas nas áreas de risco. Toda a população será orientada em relação a interpretação das placas e percurso para evacuação. O tempo total para a evacuação das áreas leva em consideração a quantidade de pessoas com mobilidade reduzida, como crianças e idosos.

“Com a aprovação do projeto, além da instalação das placas e treinamento dos moradores, também serão implantadas sirenes de emergência e disponibilizados números para contato direto para apoio aos moradores”, acrescentou o secretário da Defesa Civil.

A proposta ainda está sendo analisada pela Defesa Civil do Município de Araguaína e pela Defesa Civil Estadual e caso aprovada deverá ser executada no primeiro semestre de 2021.

Posts recentes

Categorias

Instagram @rybalima

By Editor

Webjornalista & blogueiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Show Buttons
Hide Buttons