A compostagem é um processo importante para o meio ambiente e possui forte conexão com a produção sustentável de alimentos. O conceito ganha destaque em todos os setores, incluindo na agricultura, na indústria e até nas residências. “A compostagem permite que os resíduos orgânicos tenham o devido retorno para o meio ambiente. Porém, é importante garantir sua qualidade, certificando que o produto é seguro para o ambiente. Além disso, é preciso cuidar para que o processo seja rápido e sustentável” explica Diego Pelizari, gerente comercial da linha de compostagem da Korin Agricultura e Meio Ambiente.

Um dos desafios é que a compostagem requer um certo tempo. Isso eleva o custo operacional, pois os agricultores precisam gastar mais em equipamentos e mão de obra para revolver o material nas leiras de compostagem. Diego Pelizari destaca que esses dois fatores também contribuem para o aumento do uso de água durante do processo, o que pode ser um problema em termos ambientais. “É importante que os produtores tenham à disposição produtos de qualidade e que contribuam para a sustentabilidade do processo, já que o uso de insumos inadequados na compostagem pode ser prejudicial à natureza”, completa.

Outro desafio é que, apesar de vivermos em um país tropical, a grande maioria dos produtos e o próprio conceito de compostagem comum têm como origem os países de clima temperado. Segundo José Marcondes Netto, distribuidor de produtos da Korin na região Nordeste, é importante pensar num conceito adaptado para o nosso país. “O Brasil é grande e, apesar das diferentes regiões, com diferentes climas e biomas, somos considerados um país de clima tropical”, diz.

É aí que entra o conceito de compostagem 3-3-3, desenvolvido e pensado para o Brasil pela Korin Agricultura e Meio Ambiente. Ele ajuda a reduzir o tempo do processo em até 3 vezes, utiliza até 3 vezes menos água e tem até 3 vezes menos custo operacional. “É o que chamamos também de compostagem inteligente”, reforça Diego Pelizari.

Com foco no conceito da compostagem 3-3-3, a Korin Agricultura e Meio Ambiente desenvolveu o Embiotic Compostagem, produto que auxilia na redução do tempo de compostagem em até 3 vezes. “Como o efeito dessa redução é em escala, Embiotic possibilita maior conservação de água e reduz a utilização de maquinário. Todos esses fatores contribuem para o ganho dos produtores”, destaca Pelizari.

Outro ponto importante diz respeito à redução de odor forte, característica do processo de compostagem comum. A tecnologia de Embiotic reduz a presença de moscas, insetos e eventuais patógenos, além de enriquecer o composto com microrganismos benéficos e agregar valor ao produto final.

“A compostagem 3-3-3 é importante não só para os produtores, mas para a sociedade de maneira geral, já que proporciona melhoramento ecológico”, finaliza José Marcondes Netto.  

Sobre a Korin

A Korin Agricultura e Meio Ambiente foi criada em 2018 e faz parte do Grupo Korin. A empresa oferece ao mercado soluções nas linhas agrícola, pecuária, compostagem e saneamento, além de produtos da linha casa e meio ambiente. A tecnologia Korin resulta de mais de 40 anos de pesquisas e inovações, motivadas pelo método de Agricultura Natural, que privilegia o perfeito equilíbrio entre preservação e uso dos recursos naturais. Essa filosofia foi criada pelo pensador e espiritualista japonês Mokiti Okada, que dá nome ao centro de pesquisa da companhia, sediada em Ipeúna (SP). Mais informações: www.korinagricultura.com.br.

CONFIRA MAIS…

A evolução e as ações práticas sustentáveis do plano ABC continua na página da Agrotins até 30 de julho

Fonte; Ana Livia Lopes –

Posts recentes

Categorias

https://selo144.wordpress.com

By Editor

Webjornalista & blogueiro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Show Buttons
Hide Buttons