Impossível falar do agronegócio tocantinense sem perceber que ele é pautado por ações proativas e inovadoras que permeiam a política pública do estado do Tocantins. A Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária e Aquicultura (Seagro) destaca, em 2020, a agropecuária fortemente ligada às produções animal e vegetal, que andam junto com o processo de agroindustrialização. Essa junção faz do Tocantins o celeiro agroindustrial do Matopiba (região que engloba os estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia) ao também valorizar e capacitar o agricultor familiar.

Os processos de fortalecimento da produção e da agroindustrialização passam pelos produtores e pelos empresários tocantinenses das diversas cadeias produtivas. Por meio de programas desenvolvidos pelo Governo, estão podendo vivenciar novas oportunidades de negócios que geram mudança na qualidade de vida, na renda familiar e na expectativa de futuro.

Neste sentido, o Governo do Tocantins, por meio da Seagro, trabalha para contribuir de diversas formas através das gerências de Pecuária e Avicultura; Biotecnologia Animal; Agroenergia e Floresta; Agricultura; Agrometeorologia; e Fomento à Agroindústria. Esta última executa inúmeras ações na Agricultura Familiar, que visa incitar a transformação de produtos do Cerrado, ao agregar valor e soluções práticas para que o produto possa ser comercializado nos mercados locais e até nas grandes empresas.

“Em 2020, os agricultores familiares foram estimulados a reagir diante da pandemia. De forma estratégica e com formulação desenvolvida pela Gerência de Fomento à Agroindústria da Seagro, produtos ganharam mais sabor, melhor apresentação e um selo do Armazém da Seagro, que certifica que ali foram adotadas boas práticas, normas que regulamentam a fabricação de alimentos, conhecimento de manuseio, embalagem e comercialização. O setor cresce e vem ganhando espaço no mercado. E, com a qualificação profissional, regulariza a agroindústria familiar”, destacou o gestor da Seagro, Thiago Dourado.

É da Agricultura Familiar que mais de 70% dos alimentos chegam a nossa mesa e, conforme a Lei nº 11.326/2006, agricultores familiares são aqueles que praticam atividades no meio rural, possuem área de até quatro módulos fiscais, mão de obra da própria da família e renda vinculada ao próprio estabelecimento e gerenciamento do estabelecimento ou empreendimento por parentes. “Nosso trabalho é atender desde silvicultores a aquicultores, extrativistas, pescadores, indígenas, quilombolas e assentados da reforma agrária. A Seagro possibilita que o agricultor familiar aumente a produtividade e tenha acesso a novos canais de comercialização, principalmente no mercado de produtos regionais”, explicou a engenheira de alimentos da Seagro, Verônica França.

Consumir produtos da Agricultura Familiar e a tradicional comida curraleira é a certeza de produtos plantados, cuidados e colhidos no Tocantins, fortalecendo o comércio regional e contribuindo para o avanço do setor produtivo.

Fonte: Leide Theophilo/Secom-TO

Edição: Lenna Borges

Revisão Textual: Marynne Juliate

Posts recentes

Categorias

Instagram @rybalima

By Editor

Webjornalista & blogueiro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Show Buttons
Hide Buttons