Almas dos camaradas guerrilheiros do Araguaia repousam em seu paraíso na terra no sudoeste do Pará…Certamente os homens maus do SISTEMA destruíram seus corpos na bala. Contudo, a vossa ideia de liberdade continua viva entre nós!!! Viva os mártires da Serra das Andorinhas, VERDADEIRA LIBERDADE, ainda que tardia!!!….Xô Tiradentes podre!!! (nosso editor)…(A verdade que a turma fardada “melancia” da NOM, em conluio com a maçonaria & falsos religiosos não nos contaram!…Confira no link: https://www.youtube.com/watch?v=i38v3tR1XLE

Foto capa: Cachoeira Três Quedas (Socorro Almeida / Ideflor-Bio)

Feriadão da Semana Santa está chegando e para aqueles que irão aproveitar o peíodo para viajar, separamos, assim como fizemos no ano passado, duas opções de viagens para destinos localizados aqui mesmo no estado do Pará que merecem ser conhecidos. Nossa primeira sugestão é a Serra das Andorinhas. Embarque com a gente!

Imagine um lugar ainda pouco explorado, escondido, de difícil acesso, mas que quando se chega até ele a primeira sensação que fica é a de que todo o esforço valeu a pena… É o que se pode dizer do Parque Estadual da Serra das Andorinhas. Com mais de 40 cachoeiras, piscinas naturais de águas cristalinas, grutas, cavernas e muito verde, o local deixa qualquer um maravilhado com suas belezas naturais.

Também conhecida como Serra dos Martírios, o Parque Estadual da Serra das Andorinhas (Pesam) está localizado na região de Carajás, no município de São Geraldo do Araguaia, sudeste do Pará. A cidade ficou conhecida por fazer parte da história recente brasileira como palco da Guerrilha do Araguaia, conflito que envolveu militares do exército, estudantes, agricultores locais e militantes políticos brasileiros que lutaram contra a ditadura militar entre as décadas de 1960 e 1970.

As piscinas naturais são um dos atrativos que encantam os visitantes da Serra das Andorinhas. (Foto: Caroline Florêncio)

O local

O parque possui 60.000 hectares, onde as chapadas e a vegetação rasteira, típicas do cerrado, se misturam à paisagem da floresta amazônica. Estudos botânicos e arqueológicos são realizados no local pelo fato do mesmo possuir uma vasta fauna, flora e inscrições rupestres. A melhor época para visitar esse paraíso é entre janeiro e maio, mas no restante do ano dá para aproveitar também as praias de agua doce que surgem no rio Araguaia.

A vegetação do parque apresenta uma bela transição entre as paisagens do cerrado e da floresta amazônica. (Foto: Ascom / Ideflor-Bio)

Para entrar na Serra das Andorinhas é necessário pagar um pequeno valor, algo em torno de R$10,00 por pessoa. Por se tratar de uma área de preservação ambiental, as visitas são sempre monitoradas por voluntários que orientam os visitantes sobre os cuidados com a preservação do meio ambiente e as unidades de conservação. Além disso, o local não dispõe de hotéis, pousadas, lanchonetes, bares ou coisas do tipo. Esse tipo de serviço só é encontrado na cidade de São Geraldo do Araguaia.

Opções de lazer

As cachoeiras Quarta Queda e Três Quedas estão entre as mais visitadas da Área de Proteção Ambiental (APA) Araguaia. A primeira é a que recebe o maior número de visitantes do parque estadual, devido ao grau de facilidade de acesso. Já a Cachoeira Três Quedas está situada em uma propriedade particular. Pela proximidade entre as duas atrações turísticas, os visitantes podem ir aos dois locais. Porém, para conhecer as cachoeiras, é necessária a autorização de visita emitida pelo Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará (Ideflor-Bio), na Gerência da Região Administrativa do Araguaia (GRA).

A cachoeira Quarta Queda é uma das atrações naturais do local. (Foto: Ascom / Ideflor-Bio)

Para quem gosta de fazer trilhas e visitar grutas e cavernas (existem várias no local) é preciso a ajuda de um guia, serviço feito pelos moradores locais que conhecem bem o lugar. Fazer o passeio sozinho é perigoso, pois há grande risco de se perder e as caminhadas em mata fechada podem levar até 2 horas.

Trilhas e visitações guiadas a cavernas são opções de ecoturismo no Parque. (Foto: Agência Pará)

Como chegar

Para chegar até a Serra das Andorinhas é preciso ir para o município de Marabá que fica a cerca de 680 Km de distância da capital Belém, de onde partem voos diários. Chegando a Marabá deve-se apanhar um táxi até a rodoviária do Km 6 e de lá a viagem segue em vans ou ônibus para a cidade de São Geraldo do Araguaia, em um trajeto que dura aproximadamente três horas até o parque da Serra das Andorinhas.

Fonte: http://www.portalcultura.com.br/

Posts recentes

Categorias

https://selo144.wordpress.com

Instagram @rybalima

By Editor

Webjornalista & blogueiro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Show Buttons
Hide Buttons