Desde segunda-feira, 20, os araguainenses já podem contar com uma UBS para atendimento de casos suspeitos de covid e 19 UBS para atendimentos no geral, incluindo vacinação

A procura da população por consultas e exames de casos suspeitos de covid-19 nas UBS (unidades básicas de saúde) referência de Araguaína continuam reduzindo e caíram pela metade em relação ao mês passado. Com isso, a Secretaria da Saúde do Município determinou o retorno de uma dessas unidades para os atendimentos do Programa Estratégia Saúde da Família.
 
Os dados consolidados, com base entre os dias 1º e 14 dos meses de agosto e setembro, apontam que os atendimentos nas UBS de referência caíram 52%, de 943 para 452. Essa é a segunda queda brusca registrada consecutivamente, já que entre julho e agosto a redução de procura da população foi de 82%.
 
Com isso, a partir desta segunda-feira, 20, a UBS Albeny Soares de Paula, no Setor Couto Magalhães, passará por reestruturação para que no dia 27 retorne às consultas médicas, atendimentos de enfermagem, vacinação, realização de exames, visitas domiciliares, entrega de medicamentos e tratamentos odontológicos. Voltará ainda aos serviços dos programas de hipertensão, diabetes, saúde da mulher, hanseníase, tuberculose e outros.
 
A unidade abrange 2.300 famílias que moram na região central de Araguaína e parte dos setores Jardim Goiás, Brasil e Noroeste.
 
Atendimento covid
O Município continuará atendendo casos leves ou suspeitos de covid-19 na UBS José de Sousa Rezende, no Setor Alto Bonito, das 7 às 19 horas, de segunda a sexta-feira. Casos graves e consultas aos finais de semana são direcionadas ao Hospital Municipal de Campanha, no Jardim das Flores.
 
Imunização cresce, contaminação cai
A imunização no município já ultrapassou os 60% da população com a aplicação da primeira dose, chegando para as pessoas com idade a partir dos 12 anos desde o último dia 8. Inversamente proporcional, o número de casos confirmados da covid-19 vêm caindo.

Na comparação do período citado, são 43% menos casos registrados. Enquanto no dia 14 do mês passado o número de casos ativos era de 984, nesse 14 de setembro apenas 56 pessoas estão em isolamento domiciliar cumprindo a quarentena ou em tratamento nos leitos exclusivos dos hospitais.

Essa ocupação hospitalar também caiu. Enquanto em 1º de agosto eram 67% das UTI (unidade de terapia intensiva), neste momento estão ocupados 36% dos leitos disponíveis.

Alerta continua aceso
As medidas de contenção contra a covid-19 devem continuar sendo realizadas para zerar a transmissão e consequentemente os óbitos. Nas duas primeiras semanas de agosto, 8 pessoas morreram por complicações causadas pela doença. Já nas duas primeiras semanas deste mês, foram 13 vidas perdidas. Ao todo, são 533 óbitos desde o início da pandemia, em março de 2020.

Fonte: Marcelo Martin – Foto: Marcos Sandes/Ascom

Posts mais recentes

Categorias

https://selo144.wordpress.com

By Editor

Webjornalista & blogueiro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Show Buttons
Hide Buttons